• #1 1 pt(s)

    Em 2001/2002 na região metropolitana de São Paulo, a proporção das mulheres negras atuando nos trabalhos domésticos era:

  • #2 1 pt(s)

    Qual das opções sobre o período logo após a abolição da escravidão está incorreta?

  • #3 1 pt(s)

    Analisando a preferência da mão de obra servindo os cafeeiros do oeste paulista na década de 1860 era de:

  • #4 1 pt(s)

    Após a abolição da escravidão no Brasil, as pessoas negras foram marginalizados tanto social quanto politicamente. Isso foi causado pela:

  • #5 1 pt(s)

    Entre 2016 e 2017, o rendimento médio real por hora de negros trabalhadas cresceu 1,5% chegando a R$9,62. Enquanto isso trabalhadores não negros tiveram redução de 0,7% em seu R.M.R p/h levando seu valor a R$13,88. Você acredita que essa situação seja verdadeira ou falsa?

  • #6 1 pt(s)

    Os setores da agricultura, da construção e dos serviços domésticos são caracterizados por atividade que exigem grande esforço físico, o trabalho "braçal". Nestes setores os trabalhadores negros são sempre a maioria, sendo 60,3% na agricultura, 59,1% nos serviços domésticos e 57,9% na construção civil.

  • #7 1 pt(s)

    Em 1902 na cidade de São Paulo ,estimou que a força de trabalho industrial era composta de mais de 90% de imigrantes. Sobre esta informação é possível concluir que os 10% restantes dos trabalhadores:

  • #8 1 pt(s)

    Sobre a participação e atividade no mercado de trabalho, a afirmação INCORRETA é:

  • #9 1 pt(s)

    O desemprego registrado na região metropolitana de São Paulo é intenso, generalizado e resultante de transformações e condições desfavoráveis pelas quais passa a economia. Fatores discriminatórios tornam indivíduos com alguns atributos pessoais como por exemplo sua etnia mais vulnerável ao desemprego.

  • #10 1 pt(s)

    Os negros receberam, em média, 69,3% do rendimento dos não negros, em 2017, como resultado das diferentes formas de inserção ocupacional dessas duas populações.

Você deve responder o Quiz antes de conferir o resultado

Referências

  • DIEESE. "Mapa do negro no mercado de trabalho no Brasil" (Relatório de pesquisa ao Instituto Sindical Interamericano pela Igualdade Social) https://www.dieese.org.br/relatoriotecnico/1999/relatorioPesquisa.pdf
  • SEADE. "Os negros no mercado de trabalho da região metropolitana de São Paulo" http://www.seade.gov.br/produtos/midia/2018/11/Boletim_negro_2018.pdf
  • GOMES, D. SILVA, B. LIMA, D. SILVA, G. FERREIRA, L. "A promoção da igualdade racial no mercado de trabalho brasileiro: desafios antigos e obstáculos novos". http://www.joinpp.ufma.br/jornadas/joinpp2013/JornadaEixo2013/anais-eixo7-questoesdegeneroetniaegeracao/apromocaodaigualdaderacialnomercado.pdf
  • PINTO, Giselle. "Situação das mulheres negras no mercado de trabalho: uma análise dos indicadores sociais" http://files.ufgd.edu.br/arquivos/arquivos/78/NEAB/Giselle%20Pinto.PDF
  • JACINO, Ramatis. "O negro no mercado de trabalho em São Paulo pós-abolição" (link para download do trabalho) http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8137/tde-11042013-093449/pt-br.php
  • SANTOS, Adriana Silva. "As relações de trabalho na pós-abolição: uma discussão historiográfica" http://www.uesc.br/eventos/cicloshistoricos/anais/adriana_silva_santos.pdf
  • BARBOSA, Alexandre de freitas. "O mercado de trabalho: uma perspectiva de longa duração" http://www.scielo.br/pdf/ea/v30n87/0103-4014-ea-30-87-00007.pdf
Quiz criado por gabriele405 em 20/11/2019 e atualizado em 02/12/2019. Esse quiz foi resolvido 19 vezes.